verdade e consequência

O oftalmologista tirou os óculos estranhos à mulher e disse que para estar tão bem por fora ela tinha de sofrer alguma coisinha por dentro. Com quarenta e seis anos, ela corou, como sempre corava com estas coisas, o inconsciente a berrar ‘não olhem para mim se não eu morro’. Delicadamente sorriu e fez questão de fugir o mais depressa possível com a receita bem segura na mão. Duas horas depois estava na sua loja de óculos preferida. Não queria perder mais tempo a desperdiçar a sua visão.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s