o tempo. o tempo. o tempo.

Ter tempo para meditar. Arranjar tempo para uma actividade física. Dar tempo aos filhos e a todos aqueles a quem se ama. Rentabilizar o tempo de trabalho. Dormir tempo suficiente. Dedicar tempo ao que nos dá prazer.

O tempo. O tempo. O tempo.

Alguém que adoro disse-me do seu desespero com o tempo que não consegue arranjar para si, para aqueles dez minutos em que não há mais nada a não ser o prazer absolutamente egocêntrico (e queira Deus que assim o seja) de estar connosco.

Eu já vivi essa voragem louca, desenfreada. Até que me apercebi que a desautorização era apenas minha. Se tenho tempo para tudo? Não, muitas vezes não; mas faço escolhas, divido, reparto, negoceio comigo mesma e, acima de tudo, não me abandono à sensação de que é o tempo quem manda em mim. O tempo que temos é a medida do nosso respeito por nós.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s