mais nada.

Tenho a sorte de poder ter pessoas extraordinárias ao meu lado.

Não são forçosamente pessoas que veja todos os dias, essa é uma medida muito pouco significativa para mim, prefiro as saudades ou saber que estarão à distância de um telefonema. Algumas são homens, muitas são mulheres. Nestes homens admiro a coragem, a persistência, a forma como enfrentam questões especialmente difíceis na sua vida. O verbo é esse mesmo: enfrentar. São homens que não se agacham, não se escondem por detrás de palavras, afrontam o medo, mandam-no à merda de caras e, quando é preciso estão ali, ao meu lado ou ao lado de quem prezam para dar suporte, apoio, segurança ou, se caso disso fôr, pedi-los sem rodeios.

As mulheres da minha vida são um outro capítulo, um onde se escreve a palavra solidez das mais variadas maneiras. É engraçado pensar que não tive amigas verdadeiras até muito tarde. Na adolescência, as que havia eram pouco de se fiar, de forma rápida trocavam um belo par de calças pela lealdade a alguém do mesmo sexo, mesmo se esse alguém lhes tivesse secado as lágrimas depois de uma traição masculina. Eu era demasiado leal, demasiado directa, por isso não tinha muito sucesso. Contudo, valeu a pena. A partir da idade verdadeiramente adulta comecei a construir amizades que ainda hoje se mantêm e perduram. A estas se juntaram outras a quem posso ter o orgulho de chamar de amigas. São de todas as idades, de todos os feitios, algumas mais maternais, outras mais fugidias, umas com uma sabedoria tão profunda que me fazem sentir uma criança de cinco anos ou com a curiosidade voraz que também faz parte do meu carácter. Com todas aprendo, com todas posso desabafar sabendo-me isenta de julgamento, crítica velada ou inveja maldosa.

De todos estes seres que tenho a sorte de preservar, sei uma coisa e a mais importante de todas: querem-me bem. Há algo mais valioso? Não. E quando as dificuldades apertam e a vida nos presenteia com desafios particularmente difíceis, não há nada mais que se possa ambicionar. É o doce maravilhoso que se retira da existência. Mais nada.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s