noites na varanda 

A mulher abriu a janela

Bem-vinda.

Sorriu

Fazia tempo que não pousavas na minha varanda.

Tinhas de ser capaz de ver por ti.

 mulher esticou a mão numa carícia

E agora?

Agora somos apenas velhos amigos.

Tenho sono, disse ela.

Claro que tens, é a paz. Vai, eu velarei por ela.

Seth empurrou a mulher com suavidade para dentro de casa e alisou as asas. Agora sim, também ele poderia dormir.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s