vicente

Passava pouco mais da uma da manhã.

Esticada no sofá, ela escrevia no portátil um guião para uma gala. Mais preciso seria dizer que ela escrevia furiosamente; no sentido da pressa. A razão não era a hora tardia e muito menos a gala: o motivo era o bebé. A barriga dela já não lhe servia de conforto, aquele menino, remexido e madrugador, queria conhecer o mundo cá fora, ver a cara de todos aqueles que reconhecia pela voz e pelo tacto, por vezes. Por isso começara a empurrá-la de modo suave no dia anterior, como as crianças puxam pelos casacos ou pelas saias das mães. Ela não lhe dera demasiada importância e então ele decidiu que talvez fosse melhor abaná-la,  fazê-la suar um pouco, porventura assim ela compreenderia. Assim foi. A mulher contou os avisos do miúdo, percebeu que ele não era dos que gostavam de esperar, desligou o portátil, e disse

É melhor irmos. 

Uma hora e meia depois entrava no bloco entre os seus ataques de riso e a nervoseira do marido.

O Vicente nasceu há seis anos, precisamente às duas horas e quarenta minutos da manhã. Não pode haver criança mais alegre, mais engraçada,  mais exagerada, tanto nos afectos como na vontade. Talvez isto seja o que dizem todas as mães, mas não me importo. O que importa é que todos os anos tomo consciência de que os meus dois filhos nasceram vítimas do riso. Talvez o mérito não seja meu mas antes destes miúdos que vieram a este mundo trazendo a alegria. Por isso digo e sempre direi que são as únicas obras primas que alguma vez serei capaz de dar à luz.

Obrigada meu amor pequenino.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s