pequenas vitórias

Dez minutos de corrida na passadeira quando antes não aguentava nem um. 5 no remo e mais 5 na elíptica sem ficar perto do violáceo. Pelo meio o tão moderno treino funcional sobre o qual tinha tantas dúvidas. A mulher sente a resistência a crescer a cada dia e a sensação é deveras boa. No duche, depois do treino, não consegue evitar sorrir, cruza um braço sobre o outro num gesto muito Bordalo e pensa ‘toma lá nicotina’.

É o Dia Onze e ela sabe que só quando parar de contar terá vencido. Mas são estas vitórias com um pequeno sabor de cruzada (apenas para si, nunca teve a ambição de catequizar ninguém) as que lhe dão as razões certas para seguir em frente.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s