ela não ouve

O cão olha para os bocados partidos e não compreende. Não compreende por que razão ela ficou demasiado séria e cola os pedaços com tanto vagar. O cão ladra e ela não ouve. O cão ladra porque debaixo do móvel pesado, aquele que não deixa a luz entrar, está um bocado que brilha. Ela não ouve e o cão não chega lá. Ele quer, a todo o custo estica as patas e sopra pela fresta minúscula. Como no sono sem consciência, nada se mexe. A mulher completa a-forma-incompleta-onde-falta-o-pedaço-que-brilha-que-está-debaixo-do-móvel-que-tem-escuro-nos-pés. O cão ladra e ela não ouve.

Há uma certa forma de silêncio no verbo quebrar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s