sem som, com música

O silêncio entra devagarinho por entre o zumbido longínquo de uma maquina qualquer e os pequenos estalos do chão de madeira.
Ao fechar os olhos quase se torna audível a respiração tranquila do miúdo que descansa um pouco mais adiante.
No céu, a lua vela e cresce.
A ausência de som é uma música linda.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s