a solidificação da matéria

photo 1

 

Por vezes, era como se se diluísse.

Como uma integração exagerada.

Ou se fundisse, perdendo a pele. A sua pele.

Tinha uma dualidade de sentimentos quanto a isso.

Gostava de se colocar- ao longe e, ao ficar longe, estar demasiado perto. Colada.

Nessas ocasiões a observação perdia-a de si mesma, ela adquiria transparência, quase desaparecia, absorvendo, vibrando, registando as alterações milimétricas ou grandiosas que por vezes aconteciam entre as pessoas e nas pessoas.

Essa era a parte da dualidade que a irritava.

Tudo aquilo era possível diante de gente no plural, mais de seis pessoas, geralmente. Conseguia evaporar-se e penetrar nos pequenos deslizes das conversas, detectar fragmentos de perfume que flutuavam e escolhiam com precisão sobre quem pousar, sentir a pele macia de uma mão masculina.

Mas era difícil quando o plural era mais estreito.

Sentia que tinha demasiado corpo, que era apenas corpo, formas, pernas,  costas longas e quase demasiado magras, o espaço de separação ossuda no peito, cabelos que se enredavam sem ordem, um nariz proeminente, o sinal no canto dos lábios que adquiria descaramento, as mãos gesticulavam sem que ela o dissesse, o sorriso que acendia os olhos de cor estranha e mutante.

Já tinha sido mais penoso.

Os anos tinham ensinado a beleza de ter uma existência corpórea.

De ter uma existência que não se derramasse por entre as outras, que não se derretesse.

Pelo menos não sempre, apenas como e quando decidisse, uma experiência que se prova e se estica de vez em quando, sem exageros,  totalmente diferente de um vício que nos comanda.

Aos poucos, ia descobrindo a ousadia do pleno prazer na sua matéria.

Todos os dias, a mulher aparecia um pouco mais para si.

 

(na imagem, um trabalho de Alexandre Farto,a.k.a. VIHLS)

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s