40º em sol

Na varanda, estreita e a pique sobre o chão, o calor forma vibrações estranhas, ao longe. O rio estala, num azul turquesa que se confunde com o céu, a ponte levanta a cabeça para a fotografia e o vermelho grita, ansioso por sobressair.

Nas escadas de metal, a brisa esconde-se da temperatura, procurando sombras diminutas. Hoje não é o seu dia, o sol ordenou que ficasse quieta.

Adormece então e sonha. Sonha com sons graves e fundos, odores perfumados de terras longe daqui. No sonho perde-se numa pele de tambor, clara e manchada e, ao deixar-se ir, sem pudor ou vergonha, decide cantar.

Anúncios

2 thoughts on “40º em sol

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s