paciência

As coisas vão nascendo com esforço, em esforço, das mais pequeninas às tarefas maiores. O corpo e a cabeça reclamam, esticados depois de um ano intenso.
Se tivesse um calendário de parede, marcava, um a um, os dias que faltam para a fuga anual, as férias. Como não tenho e como a paciência não é uma das minhas virtudes, respiro e avanço, demasiado devagar para o meu gosto.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s