Hamburg

Gosto quando uma viagem me surpreende pela positiva. Hamburgo foi assim. Fez-me engolir algum preconceito relativo à natureza dos alemães e ao conservadorismo que tinha na mente, fruto de um inter-rail de outra época. A cidade é linda, na sua combinação de boémia e natureza. A parte monumental existe mas fica diluída na simpatia das pessoas, na vida permanente das ruas. É mais fácil ser-se atropelado por uma bicicleta, tal a quantidade que existe. A água está sempre presente, serpenteando Hamburgo inteira, acessível pelas pontes que excedem em número as de Veneza e Amesterdão.

Ficam sempre curtas as descrições de uma viagem. Seja porque não nos chegam as palavras ou as mãos para contar tudo, seja porque certos aspectos são quase impossíveis de descrever no seu saborear.

Hei-de voltar. É a melhor maneira de o exprimir.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s