pequenos-grandes tesouros

Há linguagens que não se explicam por palavras, apenas se sentem no articular delicado dos fios, no enredar e e desenredar que ressoa e vibra por dentro como uma melodia perfeita.

Depois existem as outras, feitas de espaços particulares e construídas com palavras nas quais se escuta e se aprende.

Quando as duas linguagens se completam constroem-se os momentos raros da vida a que alguns chamamos felicidade.

Podem ser fugazes.

Podem ser temporários.

Mas se formos capazes de os guardar com cuidado são os tesouros inabaláveis pelos quais vale a pena prosseguir e viver.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s