descansa

Nos últimos tempos, adormece quase sempre, ao deitar o filho mais novo. Os sonos, de poucos minutos, são profundos, raro não é que tenha sonhos breves.

A mulher enerva-se um pouco com estes pedidos de descanso, sempre os considerou um desperdício da vida.

Contudo, o corpo não cede às ordens desregradas dela e impõe-lhe o sono, mesmo quando ela não quer.

O corpo é sábio, conhece os tempos.

Sabe o que lhe espera e assim puxa as rédeas.

Apenas descansando, ela encontrará.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s