rega do dia

Fazia calor. Um calor imenso.
A mulher passou de carro. Um pingo de água fresca molhou a pele do seu braço. Ela deu um salto e riu de si mesma pela surpresa. Reparou então nos aspersores que regavam as plantas sedentas. Nesse  preciso momento, Seu Jorge cantou diga eu ti amo e eu I lovi yuuuu, é um jeito quente, uma onda boa
A mulher deu uma gargalhada, deu meia volta, espreitou e, ao não ver nenhuma possibilidade de ralhete, fez o que tinha a fazer: abriu as janelas do automóvel e deixou que a água refrescasse o carro por dentro. Seu Jorge sorriu na voz e disse ‘Áuuuu‘. Ela também.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s