lilliput

A mulher não viu a lua ontem e teve pena. Valeu-lhe a lembrança daquela vez, inesquecível, numa ilha maravilhosa chamada Vieques, onde assistiu, deitada no chão de cimento à beira de uma piscina incrível, a uma das maiores chuvas de estrelas daquele ano. Ter a dimensão da nossa importância pequenina no meio de tamanha grandeza faz-lhe sempre bem. Fá-la sentir-se parte de algo maior, mesmo sendo diminuta como um Lilliput.

(obrigada Carlota por esta imagem)
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s