começar bem o ano




Comecei o ano com Cloud Atlas, um filme extraordinário. 
Neste momento, nas horas vagas, encontro-me em estado de devorar o livro a cada palavra, procurando encontrar as pontes descobertas na visão dos realizadores e talvez algumas mais.
Dá que pensar, sobretudo no medo e nas concepções (ainda) vigentes de poder que é necessário desafiar e questionar. 
2013 é o ano de libertação. 
O ano de podermos ser a tal gota de água que se junta a muitas outras por forma a criar a maré perfeita. 
Venham os ventos e a força de acreditar.
Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s