la luna

Fomos ao cinema com o miúdo mais pequeno para ver o Brave. Na boa tradição da Pixar, recentemente algo perdida, um pequeno filme antecedeu o principal. Bati palmas de contentamento como uma criança, adoro as curtas da Pixar. E, mais uma vez, não fiquei desiludida. Deixo aqui um excerto do La Luna, com o qual sorri e sobretudo deitei algumas lágrimas. É preciso vê-lo até ao fim para perceber o alcance da beleza. Claro que meu marido se riu de mim e o miúdo ficou surpreendido; mas é inevitável, as histórias simples e bonitas comovem-me sempre até às entranhas. Há muito tempo que compreendi que não será o passar dos anos que me irá curar disso.

(Este era para ter sido o post de ontem. Infelizmente não houve tempo.)
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s