em jeito de tartaruga

Estou na recta final, pensou a mulher, faltam-me dois cagagésimos para chegar ao fim e a preguiça ultrapassa-me. Os cagagésimos resumiam-se a um trabalho individual e um exame de peso, dali a quatro e sete dias, respectivamente. Vais deitar um ano a perder?! Lentamente, como um caracol que se estica e desenrola para sair da casca, a mulher começou a ler os materiais. Sentia-se como uma tartaruga a ter que percorrer um longo caminho não no mar mas em areia seca e demasiado fina. Tinha que ser e este tinha, tinha muita força, a tartaruga não se queria enterrar.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s