consistência

A mulher detestava confusões. Detestava baralhações. Acima de tudo, odiava ser inconsistente mas era o que a vida lhe proporcionava nesse momento ou era o que o seu chicote de sempre lhe dizia, castigando-a. Ser coerente era um valor aprendido, tal como o era manter a palavra, dizer a verdade e todas essas coisas que agora procurava ensinar aos seus filhos. Agora aprendia que nem sempre era tão fácil. Deu o enésimo suspiro do dia e, pedindo desculpa, praguejou com os Senhores dos Céus. Por agora, não lhe restava mais nada.
Anúncios

2 thoughts on “consistência

  1. "A coerência é o último refúgio dos que não têm imaginação". Disse Óscar Wilde com razão. Tu és uma pessoa inteligente com uma mente criativa, nunca poderás ser coerente senão em função de te deixares conduzir pelas tuas paixões e imaginação…Rouco

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s