dedicatória


O meu parque de estacionamento é paredes-meias com as filmagens de uma longa metragem de época, produzida por franceses, que todos os dias nos presenteia com personagens em descanso, fumando cigarros, jogando às cartas. É como voltar ao passado por momentos. 
O meu parque de estacionamento tem arvores altíssimas, velhas e sábias como a vida, e flores pujantes que agora fazem questão de deitar os seus aromas cá para fora como se competissem pelo prenúncio da Primavera.
Todos os dias, estaciono o carro no Jardim Botânico. É um verdadeiro privilégio ter um parque de estacionamento assim.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s