os quintais estão cheios de memórias

Gosto dos livros de José Eduardo Agualusa. Gosto muito, mesmo. Gosto da simplicidade, das imagens que projecta de imediato, das metáforas comoventes e muitas vezes sorridentes.
O último livro, Milagrário Pessoal, não é de todo o meu preferido (grande título, no entanto) mas continua a ter aquelas frases que me fazem dobrar folhas no canto inferior direito ou esquerdo e correr para o meu pequeno-caderno-do-momento com a urgência de as copiar para conservar a ilusão de que as não irei perder.
Fica aqui uma das favoritas para alguém como eu que adora a palavra quintal e todas as memórias e associações que a ela se colam e perfumam os espaços em volta…


“Os quintais estão cheios de vozes. Para as escutar, exige-se disponibilidade de espírito, ou seja, tempo e inteligência, soma de qualidades que nos dias que correm poucas pessoas possuem.”
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s