a tentação de 21 de fevereiro

Todos os anos acordava num salto, de madrugada. Se a luz não entrava pelas frestas da persiana, deixava-me estar e procurava adormecer de novo. Quando a manhã finalmente chegava, espreitava debaixo da cama e invariavelmente os presentes estavam lá. Não sei como é que a minha mãe fazia, mas fosse qual fosse a hora do meu despertar, o meu aniversário começava nesse momento. Talvez por isso ou por ter herdado da Abuela Carmen o gene do prazer em completar mais um ano, adoro o meu aniversário. Hoje já não espreito debaixo da cama mas todas as manhãs do dia 21 de Fevereiro acordo com a mesma tentação.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s