golias

A minha árvore está triste. Tão triste que não sei mesmo se irá resistir. Não consigo pensar que vou deixar de ter o meu Golias, de há dois anos para cá companheiro de alegrias e, porventura, demasiadas angústias. Cresce aqui dentro uma certa sensação que talvez ele tenha secado as minhas mágoas e que por tê-lo feito tenha esgotado toda a sua energia. Por isso, todos os dias procuro o resto de centelha que o possa fazer reviver. Quem sabe se agora não devo ser eu a dar-lhe aquilo que em tantos momentos me serenou. Só espero é que não seja tarde.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s