Quatro passos para uma vida inteira

O bebé, julgando-se protegido, descolou-se das pernas da adulta e andou quatro passos bem contados. Percebendo a sensação de leveza do ar, a ausência de mão firme nas costas, assustou-se e deixou cair o corpo sobre a fralda amortecedora. Olhou para trás em busca de conforto; a adulta parecia-lhe a muitos quilómetros de insegurança. Mas ela riu e bateu as palmas em sinal de aprovação. O bebé gritou de alegria e decidiu que não queria outra coisa para o resto do dia. À noite, esgotado, dormiu. Anjos de todos os tipos e feitios encheram-no de beijos e festas nos únicos lugares livres da sua face (que eram muito poucos). O bebé sorriu em sonhos e prometeu a si mesmo que, nem que fosse apenas por isso, voltaria a andar sozinho para sempre.

Anúncios

One thought on “Quatro passos para uma vida inteira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s