O foco

Foco para este lado. Foco para aquele. Foco ainda para outro lado. Volto a focar. Invento mais mil e um focos. Mas chego sempre à conclusão que neste momento é imperativo que me foque para o lado de que menos gosto. Pois é. E é logo aquele que representa um objectivo que nunca tive, que nunca pensei, que sempre me roubou a criatividade, mas que agora parece obrigatório. Será? Ou há alguma mensagem escondida nos céus que não estou a conseguir compreender?

Anúncios

2 thoughts on “O foco

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s