Era uma vez um génio

Era uma vez um génio que concedia desejos. Ela pediu-lhe:
– Por momentos, só por momentos, deixa-me ser avião e voar para um sítio tranquilo, meigo e cheio de paz.
– Mais alguma coisa…? 
– Sim. Transforma os meus filhos em malinhas pequeninas para eu levar no porão.
Ele obedeceu.


Os génios de verdade deste mundo chamam-se tempo. Por isso concedem desejos um pouco mais devagar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s