Dar a volta

Passo número 1: virar-se de lado. Passo número 2: cruzar uma perna sobre a outra. Passo número 3: levantar a cabeça fazendo força para rodar mais o ombro de cima. Passo número 4: compreender que o braço de dentro não pode estar para baixo. Passo número 5: dar um impulso. Passo número 6: olha! já cá estou!

O bebé Vicente repetiu todos os passos, dia após dia. Hoje, finalmente, conseguiu: virou-se de barriga para baixo. Deu-me que pensar, este dar a volta. É mesmo assim, ao longo de toda a vida: a repetição favorece a percepção dos erros, a aceitação e tomada de consciência destes oferece a possibilidade de avançar, sem necessidade de olhar mais para trás. Devíamos olhar mais vezes para a sabedoria infinita dos bebés.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s