Deixar-se estar

sem fazer nada 

sem ter pressa 
demorando saborosamente cada minuto
dormir acordados sonhando o desejável
ajeitar um pormenor
beijar com bocadinhos de lábios um fio de cabelo brilhante
encostar a língua a um vidro molhado por fora
aproveitar instantes de diálogo connosco
ser oportunistas no silêncio dos pensamentos
e depois sorrir para dentro

que bom é flutuar e finalmente pousar nos bicos dos pés.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s