Golias

O verde fazia-me falta. Mas não era o verde cortado. Era o verde que cresce todos os dias, o verde que é preciso cuidar porque também fica triste com conversas tristes e reage com vida ao toque da nossa mão. Como não podia deixar de ser, apaixonei-me por um verde grande, lindo e brilhante, a que chamei Golias. 

“Não fique triste se ele perder as folhas todas”, disse a jardineira, “… é natural”
Enganou-se: por cada vez que se despe, o meu verde veste-se de novo. E não é por vergonha. Natural foi para ele fazer parte do meu espaço e renovar-se todos os dias.
Por umas gotas de água borrifadas com cuidado, tenho oxigénio e força de vida á borla, diariamente. Maravilhas de uma natureza em que muitas vezes não reparamos.
Anúncios

2 thoughts on “Golias

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s